terça-feira, 19 de Agosto de 2014

Pokémon no Biggs: O Cometa, o Gogoat e uma nova recruta para a Team Rocket!

Boa tarde!

Já vi mais três episódios e agora só me faltam outros três para acabar a temporada!

No primeiro episódio os nossos heróis visitam as ruínas de um local repleto de Pokémon que se unem e dançam quando passa o Cometa Conley, homenagem a um herói.
Ficamos a saber que a Alexa tem um Noivern e neste episódio houve uma tradicional separação das personagens em grupos que incluem os elementos da Team Rocket, e então pudemos ver interacções entre personagens que não costumam interagir (fora de combates, claro). A mais interessante foi a interacção entre a Iris e a Jessie, com uma discussão.

Destaco também o plano da Team Rocket, que envolveu um disfarce de Pokémon e que fez com que a Jessie fizesse referência aos estúdios Pokéstar. Quando eles se apresentam aos fedelhos, a Jessie mostra-se muito forte ao conseguir arremessar a estátua do herói e depois de se passarem e estragarem o disfarce, o James começa a dizer o lema, mas não o deixam continuar e o Meowth até lhe ordena que não roube a deixa à Jessie!

No episódio seguinte, vemos um pouco do trabalho da Alexa, e ela está no Centro Pokémon a informar-se acerca do equipamento usado.
O Pokémon em destaque neste episódio foi o Gogoat da Alexa, e ficámos a saber como é que ele e a Alexa se conheceram. Vimos também como é que a Alexa enfrentava todos os desafios dos locais agrestes por onde tinha de passar com o seu Gogoat e foram estes "skills" todos deles que depois ajudaram a que se resolvesse o problema do episódio.
A nível de dobragem, apareceu uma nova dobradora! Teresa Arcanjo fez a voz da mãe do miúdo. É a mesma dobradora do Mewtwo do filme mais recente, mas é a primeira vez que a ouvimos num episódio. Ela ainda aparece mais nesta temporada noutra personagem, e aí ela tem mais destaque e mais falas e torna-se evidente que é muito talentosa!
Ah, e não podia deixar de referir a Constelação Braviary, hilariantemente simples, de tal modo que podia ser qualquer outro Pokémon!

Por fim, vi o episódio em a Emolga se chateia com a Iris e junta-se temporariamente à Team Rocket! A futura líder do ginásio de Opelucid trata injustamente a sua Pokémon e isto leva a que a Emolga fuja! E a Iris não quer saber, só quer tratar do Axew.

Entretanto a Team Rocket está a discutir qual a melhor operação, e discutem entre a Operação X, a Operação Y e a Operação Z! Cá a está a referência aos jogos da geração seguinte! E falam no Z? Será que o terceiro jogo vai ser o Z?
Entretanto, aparece a Emolga e há luta! Pela primeira vez, vemos o Woobat, o Yamask, a Frillish e o Amoonguss juntos! Não lutaram ao mesmo tempo, mas estiveram juntos no "desmaio". E graças à Emolga confirmou-se que o Woobat e o Yamask são machos!

A Emolga junta-se à Team Rocket, e inicialmente imagina-se mesmo como parte da equipa deles (até aparece o fim de um lema!) e o objectivo inicial dela É MESMO lixar os fedelhos só mesmo para se vingar da Iris!
Depois a Team Rocket ataca e a Emolga tem também as suas falas no lema, intervindo com os seus "Emol!" mais do que uma vez. Durante a batalha, a Emolga tem uma discussão de tal modo acesa com a Snivy que o Meowth nem quer traduzir. Que diriam estas duas raparigas raivosas? Imagino...

A Team Rocket leva o Axew, e ficamos depois a saber que afinal a Emolga agora quer é salvar o dia e voltar para os braços da Iris. Mas a sua primeira intenção não era essa...

Na próxima volta da Team Rocket, eles começam a dizer o lema, e vemos a Emolga a preparar-se para entrar no lema, e a ficar desapontada depois com o "corte" do lema - já fizeram um hoje.
Antes de tudo acabar, e antes de eu acabar o artigo, tenho de deixar em destaque também o momento em que o Exploud ENGOLIU o Axew!

Até amanhã!

domingo, 17 de Agosto de 2014

Pokémon no Biggs: A Busca pelo Tesouro e a Claire!

Boa noite!
Vi os episódios "Mistério numa Ilha Deserta!" e "Um Pokémon de Uma Cor Diferente!".

No primeiro episódio, os nossos heróis vão até uma ilha perto da Ilha de Frond com o objectivo de encontrarem um tesouro! A Alexa é que descobriu o mapa e os guiou, e neste episódio continuámos a ver toda a personalidade da Alexa, que se mostra competente e íntegra, mas ainda assim muito distraída. Sissi Martins continuou a fazer um excelente trabalho!

Quando a Team Rocket imagina o que será o tesouro, o Meowth diz "Ouro, Prata, Rubis, Safiras, Esmeraldas, Diamantes e Pérolas!". Que sugestão curiosa e que ordem curiosa, que coincide com a ordem com que os jogos saíram! Faltam a Platina e o Cristal, mas o Meowth não quis ser ambicioso demais.
Continuando a falar da Team Rocket, neste episódio gostei deles. Achei graça à aleatoriedade com que o submarino de Basculin deles foi contra o navio pirata. E mais para dentro do episódio, os Pokémon deles mostram a sua competência mais do que uma vez! O Woobat da Jessie consegue lidar com uns Mismagius com Golpe de Ar e o Yamask do James lida com um Nidoking com Bola Sombra! Claro que com isto cansaram-se, e depois quando era para lutar contra os fedelhos estavam cansados e a Jessie e o James pediram-lhes desculpa por estarem a exigir que lutassem! Uma das poucas vezes em que vimos a Jessie e o James a terem qualquer tipo de relação com os seus Pokémon de Unova.

Depois os tesouros eram Pedras Evolucionárias, e o Cilan nomeia-as a todas. E temos logo uns erros. O Cilan chama à Thunder Stone "Pedra Trovoada" (devia ser "Pedra Trovão") e chama à Dusk Stone "Pedra Crepúsculo" (devia ser "Pedra Poente"). Provavelmente trata-se de um dos erros expectáveis derivado da mudança de tradutor.

Quantos a outro tipo de erros nos episódios, vemos um Shiftry completamente preto, e dizem-nos que o Nidoking evolui a partir do Nidoran macho directamente! Mas estes erros foram feitos pelos japoneses, não pelos portugueses.

No episódio seguinte, voltamos a ver a Claire, a líder do ginásio da Cidade de Espinho Negro! E pela primeira vez num episódio a Alexa sai no início do episódio e volta no fim (ela vai fazê-lo volta e meia a partir daqui).

Na Ilha da Gruta, os nossos heróis encontram a Claire, agora dobrada pela Joana Carvalho. O Ash já a enfrentou no passado, e tivemos um flashback de uma cena em que o Pikachu ajudou com Trovão a acalmar a sua Dragonite! Esta Dragonite da Claire tem os olhos "à antiga", um detalhe muito interessante, pois dá uma carga nostálgica maior.

O objectivo da Claire é apanhar um Druddigon shiny! Eles na série chamam-lhes "Pokémon de cor diferente", mas é um termo já tão entranhado que é difícil não lhe chamar shiny. Até pelo facto de brilharem quando saem da Pokébola! Com isto, ficámos a conhecer mais um pouco do passado da Iris, e vimos que ela começou a gostar do Tipo Dragão quando salvou um Druddigon que depois retribuiu! Foi interessantíssimo ver a Claire a lidar com o Druddigon de cor diferente, ver a mestria dela. No fim, a Claire e a Iris combinam enfrentar-se da próxima vez que se encontrarem! No Japão já deu o episódio em que isso aconteceu, mas até hoje ainda não deu nos Estados Unidos, por isso tão cedo não chegará a Portugal.

Mais uma vez, a Team Rocket vira-se directamente ao público e explica o seu plano! E mais uma vez vimos o Perito de Cinema Cilan.

Boa noite! A partir de agora já não me vai ser tão fácil escrever no blog. Tive aqui duas semanas em que tive imenso tempo e me foi muito fácil escrever os artigos, mas a partir de agora não sei como vai ser. Como me faltam poucos episódios, vou tentar vê-los o mais rápido possível, nem que seja numa pequena maratona, para conseguir escrever os artigos! Mas não consigo prever. Até amanhã, talvez!

sábado, 16 de Agosto de 2014

Pokémon no Biggs: Invasão Alienígena e Kalos!

Boa tarde! Desta vez, vi os episódios "OVNI na Ilha Extensia!" e "A Jornalista de Outra Região!".

O primeiro episódio é quase um clássico instantâneo! De algum modo, lembrou-me o episódio "Um Togepi a Caminho das Estrelas!", apesar de ter menos detalhes. Ainda assim, provavelmente pelo facto de ter uma animação igualzinha (pelo grande Iwane!), lembrou-me muito.

O Ash, a Iris e o Cilan vêem aquilo que julgam ser um meteoro e quase são atingidos, mas conseguem escapar ilesos. Investigam um pouco, e o Ash encontra uma Moeda Amuleto! Um dos meus objectos preferidos nos jogos. Por outro lado, os verdadeiros heróis Team Rocket procuram pelos destroços daquele objecto voador não identificado alguma coisa valiosa, e também encontram o que lhes parece ser uma Moeda Amuleto, e entretanto o Meowth encontra algo suspeito que o hipnotiza e o leva! Vemos o Meowth a ser torturado numa nave especial, só falta ver sondas a entrarem nele, e tudo isto para que uns Beheeyem consigam o seu medalhão!

O Ash depois vê-se numa cidade em que TODA a gente (excepto o seu Pikachu - se o Dr. Colress da Team Plasma não conseguiu, não iam ser uns Pokémon alienígenas quaisquer que o iam controlar) lhe parece um Beheeyem, pelo menos na cara. E estas pessoas todas metamorfoseadas começam a persegui-lo, tal e qual uns zombies, com uns movimentos muito assustadores! Poucos animadores teriam conseguido pôr as pessoas a moverem-se como o Iwane fez, a virarem-se como se de facto houvesse algum problema de coordenação (como se fossem zombies, reforço!).

Também a Jessie e o James conseguiram escapar à hipnose dos Beeheeyem e então são obrigados a fazer umas tréguas com o Ash e o Pikachu para poderem encontrar o Meowth, que aparece pouco tempo depois (o bravo Pokémon conseguiu executar uma manobra de evasão digna de um Pokémon com tão grande poder e inteligência!) e então agora o objectivo da trégua é não permitir que estes Beheeyem dominem o mundo e tentar conseguir o poder deles para alegrar o chefe!
Os nossos heróis todos juntos encontram convenientemente um caixote com várias máscaras de Pokémon e disfarçam-se de Beheeyem para conseguirem penetrar na nave espacial deles e assim salvarem o mundo. Quando os descobrem, o Meowth é hipnotizado novamente e conta que eles provavelmente não foram hipnotizados por serem... idiotas. Aquilo que eles querem é o objecto que o James julgava ser a Moeda Amuleto.
Pelos vistos os humanos não tinham mesmo cara de Beheeyem, era uma ilusão para quem não estava hipnotizado.

No "Quem É Este Pokémon?!" aparece o Meowth da Team Rocket, que depois até diz "Isso mesmo!". A dobragem neste episódio esteve muito boa! E o James até chama "querida" à Jessie, finalmente voltaram a namorar!

No episódio seguinte, os nossos heróis já estão fora da Ilha Extensia, estando agora da Ilha da Colheita, onde é o dia do Grande Festival! Vamos ver coordenadores a lutarem pelo nome de Coordenador de Topo, vamos rever vários coordenadores de várias regiões a tentarem a sua sorte!! Ah, não, é o Grande Festival da Colheita. Não tem nada a ver.
Neste episódio somos introduzidos a Kalos! O Ash conhece uma jornalista Pokémon, a Alexa, nativa de Kalos, que traz consigo um Helioptile e um Gogoat (que o Pokédex do Ash não reconhece). Com a Alexa entra uma dobradora pela primeira vez para os episódios! A Sissi Martins é a dobradora da Alexa! Esta actriz já participou na série uma vez antes, foi a cantora da canção de "Destinos Rivais" (que por acaso já ouvimos nesta temporada), e sei que está nos créditos do filme mais recente, mas não sei a quem é que dá voz (ainda não o vi), mas é a primeira vez que está nos episódios! Foi uma estreia muito boa, ela esteve muito bem, e como sabem a Alexa vai continuar a aparecer nos episódios do Ash em Kalos, por isso já sabemos de uma dobradora que irá estar na nova temporada, para além das personagens habituais!

Os nossos heróis depois participam num Concurso de Sumo Pokémon, e foi engraçado porque eu enquanto estava a ver o episódio lembrei-me logo que o Ash já tinha participado num antes, e desta vez o Ash também se lembrou comigo, e referiu o episódio "Mestres do Ringue!" (onde o Wobbuffet participa vestido de Miltank!!). A Team Rocket também participa, e podiam muito bem ter usado o Amoonguss do James, mas eles decidiram optar por uma participação memorável, e o Meowth aparece disfarçado de Golem! Esta participação do Pokémon da Jessicalinda conseguiu-me deixar muito incomodado só pelo incómodo do Meowth dentro do disfarce.

O Ash vence o concurso com o seu Pignite e ganha uma Fita Foco, que põe logo no porco! A Alexa vai para o mesmo sítio que os nossos heróis, e então começa a viajar com eles. À custa deste episódio, pudemos ver vários Pokémon de regiões antigas que não víamos há muito tempo, como um Hariyama, um Aggron e um Torterra.

Boa tarde!


Pokémon no Biggs: Butterfree, a Despedida da Iris e o Desejo do Jirachi!

Boa noite!
Cá venho eu outra vez comentar mais três episódios!

Na Ilha do Viajante, no episódio "Butterfree e Eu!", o Ash decide focar-se em ajudar um pequeno Caterpie a evoluir para Buttefree para migrar com outros Buttefree que se dirigem à ilha, que é um ponto de passagem para muitos Pokémon migratórios!

Com isto, o Ash recorda-se da sua Buttefree e temos memórias do percurso da sua primeira captura! O Ash até diz que era bom saber onde é que ela está. Estas referências a Pokémon antigos são sempre bem-vindas!

Durante o episódio, o Ash contacta o Professor Oak e quem atende é o Rotom, que enche o ecrã e assusta o Ash, e depois dá um choque ao Professor! Como é evidente, o episódio da captura do Rotom vai ter repercussões em vários episódios a partir de agora, com o Rotom a aparecer cada vez que aparece o Oak, dando uma nova dinâmica às cenas do Professor!

O Leavanny do Ash ajuda o Caterpie a evoluir (e veste-o de Sewaddle!), mas ele só consegue chegar a Buttefree quando a Team Rocket ataca, e fica logo estranhamente muito forte e cheio de técnicas novas.
No fim, o Ash chora ao despedir-se do Pokémon, pois já é a segunda vez que se despede de um Buttefree.

Em Unova, não tivemos uma única despedida a sério de um Pokémon, mas aqui nas Ilhas Decolore temos estas despedidas "mais ou menos": O Oshawott do Ash teve uma despedida, e agora este Butterfree também teve.

No episódio seguinte, "O Caminho que Leva ao Adeus!", os nossos heróis chegam finalmente à maior das Ilhas Decolore: a Ilha Extensia, que lhes vai ocupar três episódios.

O Ash e a Iris têm uma discussão e separam-se logo mesmo antes da abertura sequer dar! E o episódio é centrado no reatar da relação entre os dois amigos. Não foi certamente o episódio mais divertido da temporada, mas teve alguns pormenores que o enriqueceram. Para começar, para explicar o que levou à zanga, o Cilan vai tendo vários apartes em que fala connosco e nos conta o que se passou. O Meowth, por sua vez, também vai tendo vários apartes, mas contrastam com os do Cilan na medida em que o que ele diz pouco acrescenta (daí a piada). A Jessie repara que o Meowth está a falar sozinho e pergunta-lhe com quem é que ele está a falar, e ele responde embaraçado que é com uns amigos dele. Está a falar de nós! Somos amigos do Meowth!

Neste episódio também temos a Jessie a cantar (e cantou bem!) e voltamos a falar da amizade entre o Scraggy e o Axew. Também tenho de referir que o Ash tentou apanhar um Dunsparce! Pessoalmente, é um Pokémon de que eu gosto muito, por isso gostei da tentativa do Ash.

O último episódio do dia foi um episódio em que aparece um Jirachi! Agora na parte baldia da Ilha Extensia, os nossos heróis tentam pedir ao Jirachi que lhes conceda um desejo que permita a que aquela zona da ilha volte a ficar cheia de vida. No fim, o Jirachi abre e fecha a boca e a rapariga (dobrada pela Joana Carvalho) diz que o Jirachi disse obrigado! Se repararem, a boca parece que está a dizer "Arigato", por isso ainda bem que "Obrigado" e "Arigato" são tão parecidos, pois também parece que o nosso Jirachi diz "Obrigado". De resto, um episódio muito banal, que de destaque só tem mesmo o facto de aparecer um Jirachi.

Boa noite!

sexta-feira, 15 de Agosto de 2014

Pokémon no Biggs: A Ilha do Grande Espectro, uma Captura para o Professor Oak e os Piratas Pokémon!

Boa tarde!
Vi mais três episódios da viagem dos nossos heróis pelas Ilhas Decolore.

No primeiro episódio ("A Ilha das Ilusões!"), vemos pela primeira vez num episódio o Submarino Basculin da Team Rocket num episódio! Numa tal Ilha do Grande Espectro, o Ash e os amigos investigam o facto de terem avistado um vulto gigante num nevoeiro enquanto se dirigiam à ilha. Vão a um restaurante e encontram um homem que primeiro os assustou por parecer um Snorlax (típica comédia Pokémon!) que os encaminha para uma pequena ilha que está ao largo desta. Aqui temos uma homenagem ao episódio de Kanto "A Ilha dos Pokémon Gigantes!" quando aparece primeiro um Heatmor gigante e depois um Meowth gigante! Quando apareceu o Heatmor até podia não ser referência a nada, mas quando aparece o Meowth gigante é evidente a referência/homenagem! Principalmente tendo em conta que isto foi a única razão para o aparecimento da Team Rocket no episódio.
Depois, antes de a intriga ficar resolvida, há uma cena hilariante com uma Enfermeira Joy e um Audino (que depois descobrimos que são ilusões). O facto de só um deles poder estar presente ao mesmo tempo fez com que a Zoroark tivesse de entrar e sair de um compartimento várias vezes para poder trocar de imagem! E o Ash e os outros estavam sempre a chamar o que estava ausente!

Estes episódios das Ilhas Decolore são, como eu já tinha dito, muito divertidos, e conseguem lembrar muito vários episódios das primeiras temporadas na medida é que são muito "revisitáveis", isto é, como são bastante leves e mais focados em comédia, é muito fácil vê-los mais do que uma vez.

No episódio seguinte, os nossos heróis reencontram um amigo! O Professor Oak junta-se ao grupo por um episódio! Como em todas as vezes que ele se junta aos episódios fora do laboratório, há sempre qualquer pormenor muito interessante e enriquecedor. Desta vez, sem dúvida que foi termos tido um programa dele a meio do episódio, tendo ficado assim dobrado em português!
Como talvez saibam, no Japão geralmente os episódios acabam com uma comunicação do Professor Oak, que geralmente fala sobre um Pokémon ou qualquer outro elemento da série ou dos jogos. Costuma ter um nome diferente consoante a série, e acho que nesta altura era "Live Caster". Houve uma altura em que a Team Rocket se apoderou do programa e eram os três que o apresentavam.

No episódio, o Professor Oak chamou-lhe "o outro "Quem É Este Pokémon?!" do Professor Oak" e devido a isto até pudemos ver bem evidentes letras japonesas a meio do episódio, ao invés daquele tipo de letra inventada que costuma aparecer! Para nós enquanto portugueses nunca nos custou ver japonês ou outra língua em séries animadas. Nas nossas dobragens desde sempre que muita coisa era deixada por traduzir, e então o público chegou a habituar-se a ver coisas noutras línguas. Mas os norte-americanos parecem malucos com ver coisas noutras línguas nos episódios, de modo que geralmente quando apareciam letras japonesas o que eles faziam lá (e que depois passava para os episódios japoneses, pois, como sabem, a nossa dobragem é feita a partir da versão deles) era simplesmente editar as imagens para apagar essas coisas! A 4Kids era completamente doida quanto a isto. Na minha opinião, se só apagam as coisas por apagar (não substituindo depois por inglês), então é um grande disparate. Os americanos sempre fizeram um imenso esforço (mais no tempo da 4Kids, reforço) para limpar tudo o que fossem referências ao Japão na série. Para mim, isto é mau, pois não só estão a mexer na série, como estão a torná-la mais pobre.
Para mim, toda a gente só tem a ganhar ao ser confrontada com elementos de outras culturas. Nós, portugueses, que muitas vezes apanhávamos coisas que de português só tinham mesmo as falas (o resto, texto e tudo, estava na língua original), fomos tendo como "binóculos" para outras culturas as várias séries animadas que fomos vendo enquanto mais novos. Por isso acho absurdo o esforço que durante muitos anos no Pokémon foi feito para que a série parecesse americana, quando na verdade é japonesa. Felizmente, a TPCi, apesar de ter imensos defeitos, não é nada parecida com a 4Kids neste aspecto, e todo o texto com letras inventadas tem permanecido na série, e agora o texto em japonês também apareceu. O ideal, ideal, ideal mesmo era ter as coisas em português, mas se não é para as ter em português, ao menos que não tenhamos as coisas limpas pelos americanos.

Voltando ao episódio: Lá na Ilha de Torom, com o Professor Oak, que conhece pessoalmente a Iris e o Cilan (e a Team Rocket diz que já não o viam há muito tempo!), há muitos Rotom. O cientista da terra natal do Ash veio lá tentar apanhar um para a sua pesquisa! E com isto vemos mais uma vez todas as formas do Rotom (desta vez com uma animação boa, feita pelo Iwane, ao contrário da outra vez que apareceu, que tinha um animador muito inferior a desenhar o episódio). Pela primeira vez fala-se de Pokémon sem sexo (porque o Rotom não tem um), e quando o o Oak tenta apanhá-lo pela primeira vez ele apenas lança um Pokébola e espera ter sorte. Ninguém fez referência a isso, mas que desilusão um grande nome no Mundo Pokémon não saber todos os protocolos que se tem de seguir para apanhar com sucesso um Pokémon!
Vemos os Rotom a atacarem o Professor várias vezes e ele a reagir muito bem, pois está habituado a isso! Ver o cabelo dele a crescer foi único.

A Team Rocket também está interessada neles, pois planeiam usá-los como implantes para fortalecer os seus robôs! Recordo-me que o lema no Japão era uma variação completa, mas os americanos decidiram dar um lema quase "standard" e foi isso que nós apanhámos na versão portuguesa. Depois do seu ataque mal-sucedido (embora tenham feito um bom trabalho, com um bom plano), o Oak consegue finalmente apanhar um (e é a primeira captura pública do Professor, e é bom ver uma personagem como ele, já tão "antiga", a ter uma alteração na sua equipa a esta altura do campeonato, é sem dúvida algo inesperado e bastante positivo) e despede-se com um poema!
Antes de acabar o episódio, ele até completa a fala do narrador! Sem dúvida que foi um episódio muito bom para o Ivo Romeu Bastos, que esteve muito bem como Professor Oak.

Por fim, vi o episódio "Os Piratas de Decolore!", um episódio muito simples em que um grupo de Pokémon (maioritariamente nativos de Johto) decide recorrer à pirataria. Os seus treinadores foram cruéis com eles e então eles viraram para o lado dos vilões, assaltando pessoas pouco cautelosas. Voltamos a ter referências ao passado negro da Snivy e do seu Pignite, que também foram maltratados pelos seus treinadores, e neste episódio conhecemos melhor o papel das Agentes Jenny das Ilhas Decolore. No fim, os Pokémon entram para a Guarda Costeira, passando a fazer parte da equipa da Agente Jenny!

Episódios interessantes, dobragem competente! Boa tarde!

Pokémon no Biggs: A Ilha do Mel, a Colecção Onda e o Concurso do Rei de Concharra!

Boa noite! Vi ainda hoje mais três episódios.

O episódio "Perigo, Doce Como o Mel!" é essencialmente o cumprir de uma tradição: é o típico episódio em que os Pokémon são afastados dos seus treinadores e juntam-se aos Pokémon da Team Rocket! Neste caso foram o Pikachu, o Oshawott e o Axew que se juntaram ao Meowth. Mas porquê? Ora, a primeira paragem dos nossos heróis é na Ilha do Mel, uma ilha famosa pelas suas iguarias feitas a partir do Doce Mel dos Combee.

A Team Rocket planeou um esquema que envolvia rifas em que dava para ganhar uma prova de 151 sobremesas (que número curioso, hein?), e que curiosamente só dava para ganhar se fossemos um miúdo com um Pikachu super poderoso (pois os outros "palermas" recebiam um X directamente do Meowth).
Já neste episódio começamos com lemas da Team Rocket que na minha opinião são os melhores da temporada (e talvez de todos os do trio Raquel Rosmaninho, Pedro Mendonça e Mário Santos) a nível de interpretação. Mais uma vez, a causa é provavelmente a animação, pois nos lemas com esta animação os três dobradores parecem estar a dar mesmo o seu melhor e têm feito lemas com impacto, projecção de voz e as palavras muito bem articuladas.

Esta é capaz de ser a única vantagem do facto de agora no Japão terem decidido começar a reciclar a animação dos lemas da Team Rocket para um conjunto de episódios seguidos. Desde que o lema original da Team Rocket que só tivemos a oportunidade de ver TRÊS tipos de animação diferentes para os lemas (tirando umas pequenas variações, que ainda assim são muito raras, só tendo acontecido para aí 2 vezes até hoje nos episódios japoneses). A primeira foi a que esteve presente no Episódio N. A segunda é a que estamos agora a assistir, aqui nas Ilhas Decolore. A terceira é a de Kalos.
Tudo aponta para que agora os animadores encarem os lemas como aquelas apresentações típicas ou transformações (comuns em animes com um toque mais feminino, como as Navegantes da Lua ou Doremi), e então em conjuntos de episódios dentro de uma qualquer divisão eles decidem usar a mesma animação. Eu sou completamente contra isto. Claro que não gostava quando havia lemas em que as coisas estavam mal animadas, mas ainda assim isso é preferível a repetir tudo de episódio para episódio. Se é por contenção de custos (e provavelmente é), que façam ao menos volta e meia uns lemas em que a Team Rocket está parada, de braços cruzados e assim, como sempre aconteceu em temporadas anteriores. Há alturas em que até é capaz de ficar melhor. Por exemplo, no final da Team Plasma, gostei muito de termos tido um lema, mas ainda assim achei que aquela animação por alguma razão destoava do resto do episódio. Para ter ficado bem devia, na minha opinião, ter sido um lema daqueles com eles parados, do género do que houve no Filme 2.

Continuando. Na união entre o Meowth e os outros Pokémon, o Pikachu durante o tempo todo soube que o Meowth estava a fazer um frete, algo que não é comum acontecer! Nas aventuras deles, encontram um Victreebel, e numa lembrança subtil do Victreebel do James, o Meowth lembra-se que se nos aproximarmos de um ele tenta engolir-nos e então, para salvar o Axew de ser engolido, ele próprio é engolido, e depois fica afectado pelos Esporos Atordoantes dele. Aqui os Pokémon dos Totós procuram ervas para salvar o Meowth numa cena muito bonita.

Quanto à Jessie e ao James, há uma cena em que a Jessie ordena ao seu Woobat que ataque sozinho o Dragonite e o Charizard dos fedelhos, o que tem a sua piada. No combate com os miúdos, já com o Meowth, numa parte em que o Meowth estava para usar Golpes de Fúria nos Pokémon com quem ele esteve, lembra-se de ter sido ajudado há umas horas por eles, e então pára, e antes de qualquer tipo de reacção ele é atacado e os três vão a voar.

No episódio "Cilan e o Caso do Purrloin Testemunha!" o Ash e a Iris participam no Torneio da Taça Marinha e depois têm de resolver um caso em que tem de intervir o Detective Cilan!
Mais uma vez, aparece o medo/nojo que o Cilan tem dos Purrloin (e o Pedro Manana enquanto Cilan teve muitos momentos em que se destacou devido a todas as cenas do Cilan que tivemos). Desta vez, ele contou à Iris e ao Ash a razão desta aversão a todos os Purrloin, mas o público não chega a saber, o que é uma pena. Pensava que ia ser como o Didi da Dawn, e que mais cedo ou mais tarde iríamos ter uma história engraçada qualquer em que ficássemos a saber o porquê, mas pelos vistos não.

Neste episódio, as personagens que apareceram tinham todas nomes portugueses relacionados com o oceano! Havia a Sr.ª Onda, o Sr. Costa, o Maré e o Corrente. Tanto os nomes ingleses, como os japoneses também são relacionados de alguma forma com o oceano (e os japoneses do Maré e do Corrente são exactamente as mesmas palavras, até), mas na versão portuguesa não é comum darem nomes portugueses às personagens, o que fez com que isto fosse uma grande surpresa (provavelmente é um reflexão da alteração da tradutora).

Quanto ao episódio "Coroação do Rei de Concharra!", agora na Ilha Concharra, o Ash compete no Concurso do Rei de Concharra. Nesta ilha é tudo doido pela Concharra do Oshawott e do Dewott, de modo que tudo é feito baseado na Concharra - incluindo a roupa do Freddy "Cabeçalho".

Este episódio foi parecidíssimo com o episódio "A Fina Flor dos Croagunk!" e se eu fosse enumerar as semelhanças nunca mais saía daqui, porque é mesmo tudo praticamente igual, mas agora aplicado ao Oshawott e ao Dewott. Até a participação da Team Rocket é quase igual (mas só até certo ponto, porque parece que eles são os únicos a lembrar-se do outro episódio e então melhoraram nalgumas coisas).
A participação do Meowott tem partes muito engraçadas (como a entrada em palco com duas Concharras que eles traz num saco) e ao longo do episódio o James tem partes em que decide entrar em conferência com o público (com palco e tudo) e ir explicando os detalhes da sua Concharra! São pequenos pormenores, mas que na verdade enriquecem muito o episódio.

No fim, temos a despedida do Oshawott. APARENTEMENTE! Até temos a velha conhecida montagem com as cenas do percurso do Oshawott, mas não passou tudo de um esquema para nos enganar, pois o Oshawott acabou por não ir a lado nenhum! Queriam pôr-nos a chorar por nada! Mas, na verdade, o Oshawott até podia muito bem ter ficado na Ilha Concharra, pois daqui a uns poucos episódios vai ficar no Laboratório do Professor Oak, por isso acabava por ser a mesma coisa. Mas fica um pouco mais com o Ash.

Por agora é tudo! São, de facto, episódios muito divertidos e muito leves. Ainda só vi 4, mas até agora tenho gostado muito, vêem-se muito bem e têm permitido que se explore agora mais algumas coisas das personagens nos "últimos cartuchos" da série, e agora com a Team Rocket mais activa. Amanhã se calhar vejo muitos, não sei! Até amanhã!

quinta-feira, 14 de Agosto de 2014

Pokémon no Biggs: De Regresso a Kanto de Barco!

Boa tarde!

Já vi o episódio "Adeus, Unova! Zarpar Para Novas Aventuras!", o episódio que serve como ponto de partida para a temporada "PB Aventuras em Unova E Mais Além!", com uma alteração no título que aparece na abertura. Isto porque neste episódio o Ash decide regressar para Kanto (e a Iris e o Cilan acompanham-no), e a Professora Juniper sugere que vá de barco em vez de avião, para poder viajar pelas Ilhas Decolore, um arquipélago repleto de Pokémon de todas as regiões! Claro que todos nós queremos que ele opte pela ida de barco, pois assim começam os episódios "relaxados" da temporada!

Ainda com a Professora Juniper, na Aldeia de Nuvema, o Ash contacta o Professor Oak (e volta a aparecer o Muk!) e os Pokémon de Unova que estão no Laboratório da Juniper são enviados para a Aldeia Paleta!

A abertura em si aparece com as imagens (quase) todas diferentes, a reflectir a mudança de tema dos episódios. Vemos várias ilhas, vários Pokémon exóticos, aparece o Porter num barco e a Team Rocket aparece num novo submarino com a forma de Basculin! Se tiverem oportunidade, vejam a abertura e os créditos finais desta parte da temporada. Há tanta coisa lá que vale a pena ver! Como por exemplo rever os companheiros de viagem e os rivais do Ash nos créditos, ver TODOS os Pokémon que já fizeram parte das equipas deles (incluindo todos os Pokémon da Jessie e do James!) e vemos também o desfecho dos rivais de Unova, entre muitas outras coisas. Mas lembrei-me disso porque lá vemos a história por trás do novo submarino da Team Rocket, que foi enviado (ou pelo menos planeado) pelo gigante Dr. Zager!

Por falar em Team Rocket, eles comunicam com o Giovanni e contam-lhe como arruinaram os planos da Team Plasma e acabaram com ela! Supomos que eles contaram tudo à sua maneira, mas desta vez podem estar mais orgulhosos do que nunca, pois foram mais do que nunca fundamentais para um final feliz! O Chefe elogia-os e eles mostram-se muito contentes, muito à moda antiga!
E de facto neste episódio a Team Rocket regressa à sua velha forma, com planos loucos, disfarces (irreconhecíveis?) e a sua alegria toda! Tudo bem que tivemos "cheirinhos" disto tudo ao longo de Unova (eles disfarçaram-se no episódio em que o grupo e a Bianca participaram naquela competição de pesca, ficaram muito felizes quando voltaram aos uniformes brancos e volta e meia havia pequenos momentos em que eles tinham de sair das suas personalidades super sérias, como quando o Meowth ficou caído pela Zorua e a Jessie teve de intervir a berrar), mas agora eles voltaram definitivamente àquela Team Rocket capaz de tudo! Gosto que eles estejam focados no trabalho, mas gosto mais do panorama em que eles são capazes de fazer ambas as coisas, que é o que vamos ter daqui para a frente (e continua em Kalos), em que a Team Rocket aparece animada e "leve" ao mesmo tempo que quando quer consegue concentrar-se e dar no duro para ter êxito.

Neste episódio ocorre a despedida (pouco emotiva) da Professora Juniper. Ficamos a conhecer o Porter, dobrado pelo Ivo Romeu Bastos.

A Team Rocket no seu plano para capturar o Pikachu usa os tais disfarces que já referi e cumpriram várias etapas. O James aparece mascarado de idoso com sotaque de Viseu (mais uma vez, gosto que usem sotaques, e sempre achei que os deviam usar mais nos disfarces da Team Rocket!) e a certa altura até diz "não usava um disfarce há séculos", uma boa referência à sua "nova atitude".

O combate contra os fedelhos também teve momentos muito engraçados, como o Amoonguss e o Woobat a tentarem tapar um buraco no barco causado pelo Excadrill da Iris.

No fim, os heróis lá começam a viajar no Rainha Decolore e começa a viagem para Kanto!

Nos créditos (que mudaram para esta temporada), está lá uma coisa muito triste. Na parte do "Script Translation" já não aparece o nome de Sérgio Figueiredo, aparece agora o nome Carla Pinho. E na parte do "Script Adaptation" agora aparece Zélia Santos e Raquel Rosmaninho (antes também estava aqui Sérgio Figueiredo). Não sei ao certo o que significa isto, para além de ser óbvio que Sérgio Figueiredo já não faz parte da tradução da série. É uma tremenda perda para o Pokémon, pois era um tradutor extremamente competente e que era evidente que já estava plenamente dentro da série, pois era raríssimo haver erros de tradução. Havia respeito pelos géneros dos Pokémon, havia respeito pelas referências a episódios antigos e havia respeito pela versão original da série. Não sei se o facto de serem as directoras de dobragem as responsáveis pela adaptação do guião quer dizer que agora a Carla Pinho traduz as coisas "à letra" e as directoras é que adaptam as coisas ao português OU se apenas quer dizer que as directoras fazem a adaptação às "bocas" das personagens, estando a Carla Pinho responsável pela tradução e adaptação das falas.

Não conheço o trabalho de Carla Pinho, mas assumo que seja alguém que já tenha feito trabalhos com a Cinemágica. Os meus desejos são que seja uma tradutora tão competente como Sérgio Figueiredo era e que continue a respeitar o público e a série como Sérgio Figueiredo fazia. Espero sinceramente que a nova tradutora consiga manter o alto nível de tradução da série. Desejo-lhe a maior sorte e desejo-lhe um bom trabalho!
Acho que é expectável que haja alguns erros no início dos seus episódios, sendo esta uma série cheia de termos tão específicos. Se eu detectar algum, como é lógico, vou ter de ser compreensível com o facto de ser uma nova tradutora.

Boa noite!

quarta-feira, 13 de Agosto de 2014

Pokémon no Biggs: A Grande Final do Episódio N

Boa tarde!
Hoje vi os três episódios finais do arco da Team Plasma. Vi-os de seguida, como se fosse um filme, e posso dizer-vos já para começar que fiquei muito impressionado com o resultado final. Todas as personagens que aparecem foram bem tratadas, houve tempo para dar destaque e importância a praticamente toda a gente que apareceu. A banda sonora esteve bem colocada e a dobragem acompanhou a alta qualidade dos episódios.

O Professor Juniper continuou a ser das personagens mais hilariantes que já apareceram na série, com as suas falas que parece que querem dizer uma coisa, mas que na verdade querem dizer outra. Independentemente da situação, o Professor Juniper vinha sempre com isto, quer estivesse simplesmente a falar com a Iris e o Cilan, quer estivesse a ser atacado pela Team Plasma.

Quando a Team Plasma se apodera da equipa de escavação, achei engraçado ver os Pokémon a conseguirem defender com êxito as escavações. Claro que depois o Dr. Colress lança as suas ondas electromagnéticas controladoras de Pokémon e estes Pokémon (Golurk principalmente) viram-se contra os fedelhos. E a imagem de um Golurk a rastejar para atacar os Pokémon dos Totós era assustadora.

O Looker foi bastante agressivo com a Aldith, ameaçando asfixiá-la com um cano. Este tipo de violência não é nada comum no Pokémon, mas a situação exige-a, e eu gostei de ver.

E nos primeiros dois episódios a Team Rocket está simplesmente a relaxar a um canto à espera que a Team Plasma e os outros se destruam uns aos outros, para depois intervirem e levarem os seus prémios para o chefe. Mas vão fazendo comentários pertinentes, o Meowth mostra-se particularmente interessado em devastar a Team Plasma e até há um ponto em que a Jessie vê a situação tão crítica que sugere que deviam intervir, apenas para ser acalmada pelo Meowth, que diz que devem esperar mais um pouco.

O Ash e o N ficam presos com a Pedra Clara numa divisão das ruínas, e aí o N ganha um imenso respeito pelo Ash e parece finalmente compreender que os seus ideais podem afinal não ir contra os ideais de pessoas como o Ash. Para escaparem do seu túmulo, os Pokémon do Ash ajudam-no a arranjar um buraco, tudo numa cena muito bonita e interessante, com os Pokémon a mostrarem as suas qualidades, empenho e entrega ao treinador. E nestas cenas vemos finalmente o Ash a virar o boné para trás, que já sabemos que só acontece quando a situação é crítica! Eles conseguem escapar e lutam contra os Pokémon controlados pela Team Plasma e vemos o Pignite a revelar uma amizade/admiração muito forte pelo Charizard!

O Looker aparece a desesperar porque só tem um cano para lutar contra a Team Plasma, mas depois revela-se muito útil para distrair a Team Plasma enquanto o Ash recolhe os seus Pokémon para evitar que sejam controlados pelo dispositivo do Colress.

Entretanto chega o Lord Ghetsis e o N entrega-se a si e à Pedra Clara para poder salvar o Ash e o Pikachu, pois o Colress conseguiu que as suas ondas EM atingissem o Pokémon roedor. Começa a cerimónia do Reshiram, que passa para o episódio seguinte, o último!

E entretanto aparece um misterioso nevoeiro. São a Concordia e a Anthea, que se propõem a levar o N dali para fora e deixar o resto entregue ao seu destino! Mas só vieram piorar a situação, pois o Dr. Colress consegue apoderar-se da mente dos seus Gardevoir e Gothitelle.

Começando a cerimónia, executada pelo Ghetsis, contra a vontade do N, aparece o Pokémon Lendário Reshiram! E o Colress prontamente lança as suas ondas electromagnéticas para a sua mente e... O Reshiram fica sobre o poder da Team Plasma!! E começa uma onda de destruição.

A certa altura, o Looker aproxima-se da Team Rocket - porque o raio dos reforços da Polícia Internacional nunca mais chegam - e ele diz-lhes que eles são os únicos que os podem tirar daquela terrível situação. Estas palavras animam os nossos verdadeiros heróis (bem, tirando o James), e a Jessie diz que está na hora da Team Rocket brilhar! E... O Colress está a ameaçar voltar a controlar o Pikachu (o Ash tenta destruir a máquina), mas de repente aparece um Meowth falante alegremente a impossibilitar tal coisa! E o Meowth derrota "com uma perna atrás das costas" vários Liepard e até alguns agentes com os seus Golpes de Fúria.

A Iris e o Cilan aparecem depois com os seus Pokémon a ajudar a abrir caminho, e um Woobat e um Yamask também aparecem, surpreendendo os fedelhos! A Team Rocket junta-se, dizem o seu lema e já fizeram o trabalho pesado para ajudar a salvar o mundo! Estas cenas são lindas, ver a Team Rocket a responsabilizar-se a fazer o trabalho duro para ajudar a Polícia Internacional e a aparecerem muitíssimo competentes para conseguirem travar a Team Plasma!

Esta é sem dúvida a vez que a Team Rocket tem um papel mais activo em derrotar as equipas adversárias. A sua estreia neste papel de começou com a Team Aqua e com a Team Magma. Curiosamente, mais contra a Team Aqua. Na estreia da Team Magma, a Jessie, o James e o Meowth tinham vontade de lutar contra eles, mas o Arbok e o Weezing não foram capazes devido à técnica "Rugido" (Roar) dos Houndoom. E depois na estreia da Team Aqua foi a Team Rocket que salvou o dia, pois lançaram-se contra o agente disfarçado da Team Aqua (arriscando a vida) para conseguirem os seus "tesouros" (que eles não sabiam bem o que era). Houve outros encontros de menor importância, e na grande final a Team Rocket libertou o Kyogre das mãos da Team Aqua (embora quisessem depois apanhá-los), depois de o Cacnea do James ter derrotado muito facilmente vários Crawdaunt deles.
Com a Team Galáctica houve vários confrontos, mas geralmente com a Team Rocket a sair frustrada. Claro que conseguiam sempre prejudicar de algum modo os seus planos, nem que seja pela distracção, mas nunca houve nenhum grande momento de vitória, tirando um pequeno momento na grande final em que a Yanmega da Jessie derrotou alguns agentes e depois fizeram parte da equipa do Looker ao guardarem os agentes da Team Galáctica que estavam presos.
Agora com a Team Plasma eles atacaram-nos directamente mais do que uma vez e tiveram praticamente sempre sucesso, e desta vez com a bênção do Looker e com a mais pura das intenções (bem, pelo menos a partir do momento em que ele fala com eles e, bom, o objectivo deles até é ganharem reputação, o que não é assim tão puro, mas pelo menos não são motivos maléficos, vá). Até houve direito a lema no último episódio da Team Plasma! (sempre com a mesma animação, mas isso é outra história)

No fim fica tudo bem e quando já não são precisos a Polícia Internacional aparece para levarem os agentes da Team Plasma para a prisão. O Colress é o único que começa já a pensar no futuro, e decide começar a trabalhar num novo projecto que irá permitir os Pokémon comunicarem com humanos! Algo que até poderá ser vantajoso para o estabelecimento de relações mais fortes entre Pokémon e treinadores. O Cedric Juniper parte para a descoberta de umas Ruínas de Gelo. Já o N, que finalmente percebeu tudo acerca das relações entre Pokémon e treinadores, parte numa jornada com a Anthea e com a Concordia, para as ajudar a concluir também o mesmo e para ajudar a tornar o Mundo Pokémon melhor.
A Team Rocket aparece muito feliz, sorridentes e a dizerem que estão nas nuvens! Finalmente parece que o Looker o ajudou a voltar a adoptar a postura de Team Rocket mais leve e que às vezes pode pensar em mais coisas que não trabalho, trabalho, trabalho (como salvar o mundo, por exemplo).

E o Ash e os amigos? Bom, no próximo episódio veremos o que eles vão fazer a seguir. Mas para já estão felizes por se terem tido um papel activo contra vilões tão vis com a Team Plasma.

Como já referi, são episódios muitíssimo bons e a Team Plasma foi muito bem tratada na série. Nos jogos, são uma equipa muito interessante, e na série foram respeitados e tiveram um dos arcos de vilões mais completo da série. Havia muita continuidade de episódio para episódio para episódio, e tudo aquilo que disse logo no início do artigo. A animação ia variando de episódio para episódio (pois muda sempre o director de animação), mas estava globalmente bem conseguida. Acabou com a chave de ouro, claro, com o Masaaki Iwane a animar o último episódio.

Já acabei os artigos do Episódio N e, consequentemente, acabei a parte da temporada só designada por "PB Aventuras em Unova". Nos próximos episódios entro na parte "E Mais Além", cujos artigos provavelmente serão mais fáceis de escrever, pois a partir daqui são episódios mais de diversão do que propriamente de história muito complexa. Por agora despeço-me!

Boa noite!

Pokémon no Biggs: O Passado do N + o Colress vai para a Team Rocket!?

Boa noite!
Vi mais dois episódios, o "Segredos Saídos do Nevoeiro!" e o "Meowth, Colress e Rivalidade Entre Equipas!".

São dois episódios muito diferentes, mas ambos extremamente interessantes. E todo este arco de episódios (o tal Episódio N) está a conseguir manter uma continuidade muito interessante e agradável de se ver, e deparamo-nos com bastante desenvolvimento da intriga e de todas as personagens face a tudo (notavelmente o N, a Team Plasma e, surpreendentemente, a Team Rocket (mais até que os heróis)).

No primeiro episódio, conhecemos agora a Anthea e a Concordia oficialmente, dobradas por Zélia Santos e Joana Carvalho, respectivamente, que também conseguem ouvir a voz interior dos Pokémon, tal como o N, e são muito agressivas para os nossos amigos Ash, Cilan e Iris! Parece que o nevoeiro os transportou intencionalmente para o lar secreto do N, das irmãs e de vários Pokémon que outrora foram maltratados pelos seus treinadores.

O N conta-nos a sua história, que cruza muito com a história dos jogos, em que primeiro fez parte da Team Plasma por motivos familiares e depois porque achava que as suas intenções eram nobres, até finalmente se aperceber que não eram nada, pois afinal não se tratava mesmo de um plano de libertação dos Pokémon! Vemos no flashback uma cerimónia na qual aparecem os Sábios e que é interrompida pelo Reshiram!

Nas conversas entre a Aldith e o Lord Ghetsis, ela lamenta-se ao patrão ter deixado escapar o N no último episódio. Isto deixa-me estupefacto, pois no último episódio ela reportou que tinha encontrado o N... E depois simplesmente foge na sua aeronave! Faz algum sentido?

O Colress também continua a mostrar-se desinteressado face ao grande plano da Team Plasma, e no fim do episódio a Team Rocket encontra uns membros da Team Plasma e põe o seu grande plano em acção! Que nós só vemos no episódio seguinte. Mas antes do episódio acabar ainda temos o desaparecimento do N, juntamente com as irmãs.

O episódio seguinte é basicamente um episódio da Team Rocket! O Ash fica remetido a segundo plano, com um problema do Pignite (mas que mesmo esse está relacionado com um evento do episódio passado, o que lhe dá algum interesse!).

Ora, neste episódio, a Team Rocket põe em marcha um plano genial, cheio de etapas que são concluídas com sucesso e que tem como objectivo aprofundar os seus conhecimentos acerca do dispositivo de controlo de Pokémon e tentar que o Colress se junte à Team Rocket.

Pelo caminho, o Meowth trata o Colress por "bom doutor", o que me parece uma referência ao nome do filme. Após a distracção dos restantes membros da Team Plasma pela Jessie e pelo James, o Meowth conversa abertamente com o Colress, faz-lhe a tal proposta de que se junte à Team Rocket, o Colress aceita (aperta-lhe a mão e tudo, embora eu acredite que na realidade ele devesse assinar alguns papéis e fazer algum treino para estar mesmo na equipa) e depois decide testar o dispositivo no Meowth! O Pokémon Gato mostra-se mega resistente (nem se compara ao Pikachu e ao Dragonite), o que impressiona o Colress, mas ainda assim o cientista consegue entrar na mente do Pokémon!

Entretanto a Jessie e o James regressam, e dizem ao Colress que eles não são maléficos, apenas fazem aquilo que lhes apetece, uma fala que capta toda a essência dos três! Mas o Colress não está verdadeiramente interessado em se juntar à Team Rocket, e entretanto aparecem os restantes membros e ordenam ao Meowth que ataque a Jessie e o James! O Meowth descontrolado mostra-se muitíssimo forte, com uns Golpes de Fúria provavelmente mais fortes do que os que vimos no episódio "Um Amor de Meowth!". Mas a Team Rocket tem um plano! Com o Amoonguss e a Frillish, começam a tentar acordá-lo! Mas não parece nada fácil! Até que eles começam a contar de forma decrescente Noctowl e, berrando bem para que o Meowth os oiça e os reconheça, o Meowth acorda aos 0 Noctowl, surpreendendo os idiotas da Team Pirralha e cumprindo todo o plano na perfeição! Ah! Lá têm de se retirar, mas conseguem deixar uma escuta e, mais tarde, quando o Ghetsis lhe comunica que estão prestes a obter a Pedra Clara, que lhes dará acesso ao Reshiram, a Team Rocket sabe que se tem de dirigir às Ruínas Brancas!

O N também aparece neste episódio, e encontra umas velhas ruínas de um laboratório da Team Plasma em que vemos uma recordação na qual aparecem os Genesect do Filme 16! E com isto tudo temos três referências aos Genesect (uma no primeiro episódio em que o N fala, em que ele também visita um laboratório, outra no episódio em que o Ghetsis fala com outros agentes e que menciona o "Projecto G" e agora esta). Já é suficiente para podermos ver o filme!

Quanto ao Ash e aos amigos, depois de resolverem o seu problemazinho, reparam que estão perto da Torre Espiral Dragão, ou seja, já estão muito perto das Ruínas Brancas!

E assim todos se dirigem para lá. Estão a ser episódios empolgantes, e a dobragem está a conseguir dar aos episódios um nível alto. Até amanhã!

Pokémon no Biggs: A Manipulação de Pokémon pela Team Plasma

Boa noite!

No episódio "Team Plasma e a Manipulação de Pokémon!", voltamos a ver o Colress e o Ghetsis. Há logo ao início uma cena em que o Lord Ghetsis fala com vários agentes que estão espalhados por toda Unova e com isto vemos a dimensão da Team Plasma! Uma das equipas da Team Plasma está a vigiar o Cedric Juniper, que está em escavações nas Ruínas Brancas. Ele até diz "A descoberta do século!... Ainda não foi descoberta.".

Num dos diálogos do Colress, ele diz que as ondas cerebrais dos Pokémon se dividem em 4 grupos: alfa, beta, gama e delta. Isto é muito interessante porque as ondas cerebrais dos humanos também podem ser divididas em 4 grupos: alfa, beta, teta e delta. Quase a mesma coisa! O que implica que afinal nós são somos assim tão diferentes dos Pokémon.

O Mário Santos a fazer de Ghetsis está mesmo muito bom.

Numa cidade qualquer, aparece um Haxorus descontrolado, e aí os nossos heróis encontram o Looker, que reconhece o N, e aí ficamos a saber que a Team Plasma anda à procura dele. Os primeiros a suspeitar de que este Haxorus descontrolado tenha mão da Team Plasma são a nossa Team Rocket, que depois até os encontra!

Mais adiante, eles controlam o Dragonite da Iris (o dispositivo do Colress está melhorado) e a Team Rocket toma iniciativa e tenta apoderar-se dos aparelhos da Team Plasma, começando uma luta entre equipas! Foi um deleite ver o Amoonguss e o Woobat a lutarem contra um Liepard da Aldith e ver o Meowth a usar Golpes de Fúria directamente num agente. No fim do lema, o Meowth diz "Meowth, isso mesmo, lutar!". Ele vai começar a dizer isto ao longo dos lemas, mas mais para a frente na temporada este "lutar" do fim cai, e ele passa só a dizer "Meowth, isso mesmo!" ou "Isso mesmo, Meowth!", como deve ser.

Até é a Team Rocket que consegue que uma Bola Sombra do Liepard atinja os aparelhos da Team Plasma e assim os Pokémon saiam do controlo da equipa, salvando o dia mais uma vez! No fim do episódio, aparece um nevoeiro misterioso (e o James até diz "O nevoeiro estraga-nos o estilo!") e aparecem duas personagens misteriosas (que nós sabemos que são a Anthea e a Concordia) que levam o N e os nossos heróis magicamente para outro local (e a Team Rocket segue-os). E assim o episódio salta imediatamente para o episódio seguinte. Vou ver se hoje ainda o consigo ver!

Antes de acabar: gosto desta Team Rocket que salva o dia!

Boa noite!